Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home2/adois/public_html/plugins/content/article3/article3.php on line 9

Noite de Fados | 30 de Maio de 2014

Decorreu a 30 de maio de 2014, no Jardim Histórico da Quinta das Lágrimas, a Noite de Fados solidária, promovida pela Cáritas Diocesana de Coimbra, pelo Centro de Acolhimento João Paulo II, pela Rede UC – Rede de Antigos Estudantes da UC e pelo Instituto Universitário Justiça e Paz.
Tendo como principais objetivos aliar a cultura e a tradição à solidariedade e partilha, alertar a comunidade para uma visão mais justa e solidária do Ensino Superior, esta noite, pretendeu também divulgar e angariar recursos para o projeto Fundo Solidário, coordenado pelo Justiça e Paz – que apoia estudantes do Ensino Superior na Diocese de Coimbra.
Foi graças à mobilização e participação de muitos que se pôde organizar esta noite solidária, permitindo angariar 1.491,70€, que serão alocados exclusivamente ao apoio de estudantes com dificuldades económicas em prosseguirem os seus estudos.

 

Convosco continuamos a «Existir para ninguém desistir!»

Partilhamos ainda a mensagem do Pe. Paulo Simões, diretor do Justiça e Paz e coordenador do Fundo Solidário, proferida na Noite de Fados. «Muito boa noite!(…)
Quero agradecer as múltiplas iniciativas de muita criatividade que chegam, de diferentes geografias da nossa cidade, à coordenação do Fundo Solidário no sentido de apoiar este projeto.
Deixo-lhes alguns dados acerca do Fundo, referem-se a este ano letivo. Até este preciso momento: o Fundo Solidário apoiou 68 estudantes, desde o acolhimento e o aconselhamento, passando pela atribuição de géneros alimentares, até melhores soluções de alojamento, encaminhamento para explicações voluntárias, entre outros apoios. O Fundo Solidário entregou aos estudantes, só neste ano letivo, 18.614€ para ajuda no pagamento de propinas.

Relembro a reflexão que fiz no último Jantar Solidário, em Novembro de 2013.

Não é ético entregar aos demais em sede de caridade aquilo que lhes é devido por justiça. Assim, e em primeiro lugar, o Fundo Solidário promove e alerta os responsáveis para a prática da justiça (e reconhecemos que é injusto um estudante interessado em prosseguir no Ensino Superior ter que abandonar porque não tem dinheiro para pagar os estudos). Ao mesmo tempo, o Fundo Solidário promove e realiza a partilha, a solidariedade: não podemos ficar parados diante das necessidades - propinas, alojamento, alimentação, entre outras.

Uma nova proposta de reflexão.

Diante deste pressuposto, gostaria de deixar aqui o compromisso do Fundo Solidário com determinados valores, já consagrados nos nossos Princípios Orientadores:
«Defesa da pessoa humana – na sua dignidade, liberdade e transcendência – e promoção do bem comum – na justiça e na solidariedade –, no âmbito dos valores cristãos e da Doutrina Social da Igreja.» Na esteira destes valores, deixo o compromisso de o Fundo Solidário continuar a envolver-se numa solidariedade realmente respeitadora da pessoa humana: não apenas partilhar, mas é preciso partilhar bem, promovendo e não diminuindo. Por isso, o Fundo Solidário promove a partilha discreta, a confidencialidade, o respeito pela diferença ideológica, cultural, religiosa, a responsabilidade do estudante que necessita do apoio. Pensamos que só assim faz sentido. Muito obrigado.»